noticias revista apdp  apdp tv
 
 
 Telf: +351 21 381 61 00  Email: diabetes@apdp.pt

Risco de Diabetes Tipo 2 em adolescentes

A APDP é o centro nacional de um estudo piloto apoiado pela Comissão Europeia no âmbito da prevenção precoce da diabetes tipo 2 dirigido a jovens entre os 12 e os 14 anos.

Neste momento está a decorrer a primeira fase do estudo que consiste em elaborar uma ficha de avaliação de risco da diabetes e que abrange cerca de 200 jovens participantes. Foram já realizadas 6 ações nas escolas EB 2/3 Dr. Azevedo Neves, na Amadora, EB Mouzinho da Silveira, na Baixa da Banheira e EB Dr. António Augusto Louro, no Seixal.

Estas ações consistem na avaliação dos dados antropométricos, preenchimento de questionários sobre história familiar, comportamentos alimentares e de atividade física e realização de análises ao sangue.

Rogério Ribeiro, investigador da APDP e coordenador deste estudo, explica que “ao conseguirmos identificar fatores metabólicos comuns que influenciam o desenvolvimento da diabetes tipo 2 nos mais novos, damos um grande passo para a combater”.

Na segunda fase do estudo, realizar-se-ão sessões de intervenção em conjunto com as famílias dos jovens identificados com risco elevado de desenvolverem diabetes tipo 2. Estas sessões têm como objetivo promover hábitos de atividade física e de alimentação saudável e conceber planos alimentares familiares.

O Diretor do Programa Nacional da Diabetes da Direção-Geral de Saúde, Dr. José Manuel Boavida, considera da maior relevância esta iniciativa porque “a prevenção da diabetes tem de começar em idades cada vez mais novas e para isso é preciso identificar os jovens em risco”, diz.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, Portugal é dos países europeus com mais excesso de peso infantil, ou seja, 32% das crianças portuguesas com 11 anos têm peso a mais devido à má alimentação e ao sedentarismo. Sendo o excesso de peso e a obesidade conhecidos fatores de risco para o desenvolvimento de diabetes tipo 2, uma maior aposta na prevenção é essencial para evitar futuros diagnósticos.

Para além de Portugal, este estudo conta com a participação do Reino Unido, Alemanha, Espanha e Grécia. O apoio concedido pela Comissão Europeia para este projeto perfaz um total de 1 milhão de euros.

 

Diabetes Factos e Números

Apoie  a APDP e faça um donativo